Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

Recicle!

.

.

Sustentabilidade: pequenas atitudes para salvar o planeta

Sustentabilidade: pequenas atitudes para salvar o planeta

Uma das palavras que você mais vai ouvir este ano no Colégio Sidarta é “sustentabilidade”. Sabe por quê? Estamos cada vez mais comprometidos em colaborar com ideias, bolar estratégias e agir de maneira ecologicamente correta, economicamente viável e socialmente justa para garantir um futuro melhor para as crianças. Nossas ações, nesse sentido, não começaram agora, mas estão se intensificando.

Por exemplo: você sabia que, desde 2009, estamos trabalhando para diminuir o consumo de copos plástico descartáveis? A ação começou com os alunos, com incentivo para o uso de squeezes e a troca dos copos de plástico dos bebedouros pelos copos de papel reciclado. Depois, foi a vez dos professores, que ganharam, em 2015, canecas de porcelana para serem usadas na escola. Hoje, nem os copos de papel estão mais lá, pois todos têm sua garrafinha ou sua caneca.

 
Critérios de sustentabilidade da ONU Meio Ambiente orientam compra pública no Rio Grande do Sul

Critérios de sustentabilidade da ONU Meio Ambiente orientam compra pública no Rio Grande do Sul

A Advocacia-Geral da União (AGU) do Rio Grande do Sul realizou recentemente sua primeira aquisição de papel utilizando os critérios de sustentabilidade do projeto Compras Públicas Sustentáveis e Rotulagem Ambiental (SPPEL, na sigla em inglês), uma iniciativa da ONU Meio Ambiente. É a primeira vez no Brasil em que as orientações das Nações Unidas foram utilizadas.

O edital, além de especificar as características do produto, também olhou para sua cadeia de valor, considerando o processo de produção, o manejo florestal da matéria-prima e as condições de trabalho dos funcionários.

 
Conheça o carro 100% elétrico para fugir dos postos e vendido a preço ‘popular’

Conheça o carro 100% elétrico para fugir dos postos e vendido a preço ‘popular’

Com a greve dos caminhoneiros, os donos de carros movidos a GNV e a eletricidade não tiveram de se preocupar com o desabastecimento de etanol e gasolina nos postos de combustíveis. Mas enquanto a instalação do kit com gás natural é algo teoricamente acessível ao consumidor, ter um carro que recarrega na tomada ainda é uma realidade distante para a maioria esmagadora da população.

Na verdade, puramente elétrico só temos dois modelos comercializados no varejo. Um é BMW i3, que era vendido por R$ 170 mil até o início de 2017 e que retornará em junho numa versão atualizada por cerca de R$ 200 mil. E dá para contar nos dedos quantos vezes nos deparamos com uma unidade nas ruas.

O outro ainda é desconhecido no grande mercado, mas tem o preço como um dos atributos: parte de R$ 54.890 (2 lugares ) e R$ 57.890 (4 lugares), faixa de muitos carros compactos. Ou seja, é quase uma opção ‘popular’ comparado ao i3.

 
ONU Meio Ambiente e parceiros miram a poluição nos rios para reduzir o lixo marinho

ONU Meio Ambiente e parceiros miram a poluição nos rios para reduzir o lixo marinho

Agência das Nações Unidas promoveu na sexta-feira (8) duas iniciativas no Brasil para combater a poluição dos oceanos por plástico. No Amazonas, terá início o projeto “Rios Limpos para Mares Limpos”. Em Santa Catarina, os 11 municípios às margens do Rio Itajaí vão aderir à campanha Mares Limpos da ONU Meio Ambiente.

Cerca de 80% da poluição marinha é originada em terra. Esgotos, pesticidas, metais pesados e outros poluentes são conduzidos por cursos de água doce até o litoral e causam danos à saúde das pessoas e ecossistemas. Quando se fala em lixo plástico, especificamente, 13 milhões de toneladas chegam até os oceanos a cada ano, grande parte proveniente dos rios, que transportam o lixo das cidades e do campo até a praia.

 
A sustentabilidade nossa de cada dia

A sustentabilidade nossa de cada dia

Não é de hoje que o termo sustentabilidade passou a fazer parte de nossas vidas. Antes, apenas um assunto para ambientalistas. Hoje, uma exigência nas mais diversas áreas, da gastronomia ao design de interiores. E para que ela seja possível, temos a nosso favor a tecnologia e muitas outras soluções que nos permitem gerar o menor impacto possível à natureza.

Engana-se quem acha, por exemplo, que para ter um ambiente sustentável basta colocar vaso de planta, mesa de palete ou pneu em forma de banco no ambiente. Como arquiteto, tenho, portanto, a responsabilidade de alertar isso ao cliente e de projetar empreendimentos conciliando diversos aspectos econômicos e com baixo impacto ambiental.

 
Sustentabilidade da Amazônia é fator-chave para frear mudanças climáticas

Sustentabilidade da Amazônia é fator-chave para frear mudanças climáticas

O combate ao desmatamento da Amazônia e a promoção de iniciativas de reflorestamento em larga escala visando aumentar o armazenamento de carbono na biosfera terrestre são estratégias essenciais para evitar o agravamento das mudanças climáticas, segundo avaliação feita pelos participantes da 5ª Conferência Regional sobre Mudanças Climáticas Globais na tarde de terça-feira (05/06/2018).

Realizado pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa sobre Mudanças Climáticas (NapMC-Incline), em parceria com o Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP) e o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG-USP), o evento tem o objetivo de celebrar o aniversário de 90 anos do físico José Goldemberg, presidente da FAPESP, e reconhecer sua atuação expressiva no debate sobre o papel das energias renováveis no desenvolvimento, sustentabilidade das florestas e nas negociações internacionais para o combate às mudanças no clima.

 
Ministério do Meio Ambiente oferece cursos sobre água e sustentabilidade

Ministério do Meio Ambiente oferece cursos sobre água e sustentabilidade

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) anuncia cursos sobre água e sustentabilidade, na modalidade ensino a distância. As inscrições já estão abertas e vão até 11 de abril. Os interessados devem escolher um ou mais cursos, oferecidos sem tutoria.

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Ministério do Meio Ambiente é o local onde o participante terá acesso aos conteúdos e às atividades interativas e avaliativas dos cursos a distância.

Outros temas, como resíduos sólidos, unidades de conservação e geoprocessamento também serão trabalhados. Pela plataforma de ensino já passaram mais de 100 mil usuários.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 261