Curtir no Facebook

.

.

Pesquise no Site

Boletim Sustentável

Preencha seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter:

Recicle!

.

.

Anvisa estuda reclassificar canabidiol como medicamento, diz presidente

Anvisa estuda reclassificar canabidiol como medicamento, diz presidente

O presidente substitudo da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ivo Bucaresky, disse que a agência estuda reclassificar o canabidiol como medicamento. Ele explicou que levantamentos de estudos científicos feitos pela Anvisa mostram que “não há evidência na literatura [científica] que ele causa dependência ou que deixe as pessoas 'doidonas'”, disse. O canabidiol é uma substância, presente na folha da maconha (Cannabis sativa), que é usada para tratamento de doenças neurológicas, câncer, mal de Parkinson, entre outras.

 
Garrafa condensa umidade do ar em água

Garrafa condensa umidade do ar em água

Um estudante austríaco desenvolveu um sistema para bicicletas que condensa a umidade do ar em água líquida e potável. Chamado de Fontus, o aparelho é acoplado no quadro de uma bicicleta e contém um condensador e uma garrafa, que armazenar o líquido produzido.

No topo do sistema, há um painel de energia solar que alimenta o funcionamento do condensador. Quando a bicicleta entra em movimento, o vento esfria o ar úmido, condensando-o.

 
Desmatamento avança 467% na Amazônia em outubro, afirma Imazon

Desmatamento avança 467% na Amazônia em outubro, afirma Imazon

O desmatamento na Amazônia Legal chegou a 244 km² em outubro, aumento de 467% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram desmatados 43 km², informa o jornal O Estado de S.Paulo.

O monitoramento, não oficial, foi feito pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), da organização de pesquisa Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), de Belém (PA). Em outubro, 72% do território da Amazônia Legal foi monitorado, por causa da cobertura de nuvens. Em outubro do ano anterior, o monitoramento abrangia 69% do território.

 
Seca deixa mais de mil cidades em estado de emergência

Seca deixa mais de mil cidades em estado de emergência

De acordo com balanço do Ministério da Integração Nacional, 1.116 cidades estão em estado de emergência ou calamidade devido a seca ou estiagem. O número equivale a 20% dos municípios do país.

A grande maioria dessas cidades estão no Nordeste - são 1.016 municípios, espalhados por oito estados. Outras 100 cidades são da região Sudeste - 97 em Minas Gerais e 3 em São Paulo.

 
Aumenta probabilidade de El Niño acontecer em 2015

Aumenta probabilidade de El Niño acontecer em 2015

O Oceano Pacífico está dando indícios de que o fenômeno El Niño começa a surgir, de acordo relatório divulgado nesta terça-feira (18) pelo Escritório Australiano de Meteorologia.

Os cientistas aumentaram o nível de atenção de seu sistema de monitoramento do fenômeno, indicando que existe uma probabilidade de 70%, pelo menos, do El Niño acontcer.

 
82% acham que natureza do país não está protegida, diz WWF

82% acham que natureza do país não está protegida, diz WWF

Pesquisa da organização não governamental (ONG) WWF-Brasil (sigla em inglês para Fundo Mundial para a Natureza) mostra que 82% da população brasileira acreditam que a natureza do país não está protegida de forma adequada. O levantamento, apresentado hoje, 18/11, em Sydney (Austrália), no Congresso Mundial de Parques, foi feito pelo Ibope.

Apenas 11% da população acreditam que a natureza está sendo protegida corretamente, enquanto 7% não souberam responder. A pesquisa mostra ainda que 74% dos entrevistados atribuem ao governo a responsabilidade por cuidar das unidades de conservação; 46% aos cidadãos e 20% às ONGs (6% não souberam responder).

 
Academias de ginástica poderão gerar energia elétrica

Academias de ginástica poderão gerar energia elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deu este mês o primeiro passo para transformar academias de ginástica em micro ou minigeradoras de energia elétrica. Isso será possível a partir da adaptação de equipamentos, de forma a aproveitar a força motriz humana aplicada durante os exercícios.

Por enquanto, a autorização da Aneel vale apenas para academias públicas, disponibilizadas nas ruas pela prefeitura do Rio de Janeiro. Elas fazem parte de um projeto piloto, em parceria com a empresa Adabliu Eventos e a concessionária Light Serviços de Eletricidade. "Toda energia gerada será computada e compensada nas instalações da prefeitura", informou o relator do processo na Aneel, Reive Barros dos Santos.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 198